Carreira

O que é, quando usar e como criar um currículo por competências?

Time Goowit
Escrito por Time Goowit em 21 de outubro de 2020
O que é, quando usar e como criar um currículo por competências?
Não perca mais nenhuma novidade!

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos para desenvolver suas habilidades

As habilidades técnicas já não são os únicos requisitos avaliados pelos recrutadores das empresas. Eles também estão analisando as competências comportamentais, que compreendem a maneira de agir, o gerenciamento das emoções e as habilidades de um candidato. Mas você entende como fazer um currículo por competências?

Você sabia que esse tipo de currículo é ideal para quem está à procura de uma transição de carreira e até mesmo para quem busca cargos mais elevados? Ao longo desta leitura, vamos trazer para você o que é, quando usar e como criar um currículo por competências. Vamos lá!

O que é um currículo por competências?

O currículo por competências é a associação entre teoria e prática. É o “saber fazer”, entendendo como colocar o aprendizado teórico nas atividades do dia a dia. Além disso, descreve uma série de habilidades que podem ser usadas a favor do candidato, como resiliência, capacidade de trabalhar em equipe, gerenciamento de conflitos, entre outras.

Para os recrutadores, conhecer essas habilidades é essencial, pois, com isso, eles podem avaliar se elas estão alinhadas com os objetivos organizacionais. Além disso, as competências comportamentais são mais difíceis de ensinar e, por isso, são muito valorizadas no mercado de trabalho.

Quais as competências que valorizam o currículo?

Algumas competências são consideradas fundamentais para o candidato se destacar. Muitas são específicas do cargo que será assumido, no entanto, existem outras que servem para todos os tipos de profissionais e que fazem toda a diferença no momento da escolha do novo funcionário. A seguir, listamos as principais delas.

Comunicação

Um dos princípios fundamentais do mercado de trabalho é a comunicação, uma vez que é importante saber como dialogar em diferentes situações para encontrar a melhor solução possível para eventuais problemas. Além disso, uma boa comunicação ajuda o profissional a colaborar com o seu time, facilitando, assim, o desempenho das tarefas diárias.

Sendo assim, você precisa demonstrar essa habilidade logo no primeiro contato com o recrutador, seja por meio do currículo — trazendo informações claras e objetivas a seu respeito —, seja por meio de um possível teste.

Liderança

A liderança vai muito além de “dar ordens a alguém”. Motivar os seus companheiros de trabalho, ajudá-los no que eles precisam para desenvolver melhor as suas habilidades e apoiá-los em momentos difíceis apenas exemplifica as atitudes de um líder de que toda empresa precisa.

No entanto, como evidenciar essa característica tão importante em um currículo? Nesse momento, você pode destacar o papel que desempenhou em outras organizações. Caso não tenha esse tipo de experiência, vale mencionar algum projeto pessoal que coordenou. Isso também pode impressionar os recrutadores e tornar as suas chances de ser selecionado mais reais.

Criatividade

A criatividade é uma habilidade muito importante para qualquer profissional, independentemente da sua área de atuação. Ela permite que o indivíduo seja capaz de propor soluções inovadoras para os problemas recorrentes da organização. Nesse sentido, é fundamental que você consiga propor medidas mais econômicas, eficientes e diferenciadas para a empresa.

Lembre-se também da importância de trocar conhecimentos com os demais colaboradores para ter insights interessantes e que realmente contribuirão para o sucesso corporativo. Caso você tenha exemplos de ações inovadoras sugeridas em outras organizações, não se esqueça de mencioná-las em seu currículo. Com certeza, isso poderá se tornar um diferencial importante para o recrutador.

Equilíbrio emocional

O equilíbrio emocional é fundamental para moldar qualquer profissional que almeja o sucesso nos negócios. Isso porque, por mais que você trabalhe com o que realmente ama, haverá dias que exigirão mais do seu emocional. Nesse sentido, é importante que você:

  • conheça as suas emoções;
  • saiba controlá-las;
  • motive-se para otimizar a sua produtividade e melhorar cada vez mais o seu relacionamento com os seus colegas de trabalho;
  • demonstre empatia com os problemas dos demais colaboradores, mostrando-se sempre à disposição para auxiliar no que estiver ao seu alcance;
  • tenha uma boa relação interpessoal.

Produtividade

Produtividade é uma habilidade indispensável do profissional de sucesso. Além de executar as suas atividades com excelência, o colaborador produtivo não costuma perder prazos e ainda consegue antecipar as necessidades da empresa e auxiliar na criação de soluções eficientes.

Essa é uma das principais características buscadas pelos recrutadores no momento da seleção. Portanto, desenvolva-a constantemente para ter mais chances de ser selecionado para a vaga de seu interesse.

Como fazer um currículo por competências?

Agora que você sabe o que é o currículo por competências e como pode utilizá-lo a seu favor, veja, a seguir, como fazer o seu!

Defina as suas competências

Em primeiro lugar, você deve definir qual o cargo que deseja ocupar. Com isso, pode consultar as descrições dos cargos e as competências desejadas no anúncio das vagas (ou job description). O próximo passo é trabalhar o desenvolvimento dessas habilidades, ou mesmo treiná-las, caso já as tenha.

Você pode fazer isso lendo a respeito dessas competências, interagindo com amigos e familiares e investindo em mentorias e cursos.

Evidencie as suas competências no currículo

Com a vaga em mente, você deve destacar as competências exigidas para o cargo no seu currículo. Geralmente, o espaço destinado a essas informações é o “Resumo de competências”. É preciso ser honesto e sucinto na escolha. Então, para isso, opte por três ou quatro e apoie as suas argumentações nelas.

Liderança, comunicação, capacidade de trabalhar em equipe e gerenciamento de projetos, por exemplo, são competências usadas com frequência e muito valorizadas pelo mercado de trabalho. Mas não se prenda a “receitas prontas”.

Busque se conhecer para identificar as suas próprias competências. Com isso, você aumenta as suas chances de sucesso para conquistar a vaga desejada e também para permanecer nela. Lembre-se de que os recrutadores têm ferramentas para identificar quando você mente.

Organize o conteúdo em tópicos

Depois de encontrar as suas próprias competências, justifique cada uma com as suas experiências. Relate como você as desenvolveu e como isso tem contribuído para a sua vida profissional.

Nesse caso, você não precisa relatar as funções que ocupou e as organizações pelas quais passou. O que deve fazer é relacionar conquistas e resultados específicos.

Por exemplo, se, hoje, você é um analista financeiro e deseja o cargo de gestão, evidencie como as suas habilidades de comunicação foram importantes no último emprego para a negociação de menores taxas nos bancos e em financeiras. Não é preciso destacar números e nomes. Apenas relate como você consegue fazer isso.

Aqui também é fundamental adequar o vocabulário de acordo com o seu objetivo. Lembre-se de que, em cargos de gestão, a inteligência emocional nas palavras é fundamental para transmitir credibilidade.

Faça um breve histórico profissional

Após relatar as suas competências, é importante você descrever, de forma breve, a sua trajetória profissional. Para isso, inclua o nome da empresa, o cargo e as datas de entrada e de saída.

Caso você não tenha uma experiência profissional, pode incluir trabalhos voluntários, participação em projetos da faculdade e estágios.

Inclua informações “extras”

Para finalizar o seu currículo por competências, coloque alguns dados, como formação, projetos concluídos e artigos publicados. Vale lembrar que sempre é bom ser conciso nas informações, não deixando o currículo ultrapassar uma página.

Em quais casos o currículo por competências é usado?

Diante das novas exigências do mercado de trabalho, que requer profissionais com habilidades técnicas e comportamentais cada vez mais desenvolvidas, o currículo por competências deve ser usado em praticamente todos os processos seletivos. No entanto, em especial, se você está mudando de carreira, ele pode ser um forte aliado. Isso porque possibilita que você evidencie as habilidades adquiridas ao longo da sua experiência profissional.

O currículo por competências também pode ser usado por aqueles profissionais que apresentam grandes lacunas em seu histórico de empregos e também por aqueles com uma série de cargos diferentes em um curto espaço de tempo.

Nesse caso, por exemplo, você pode evidenciar as atividades às quais se dedicou nesses períodos e como essas fases foram importantes para o seu desenvolvimento pessoal e profissional. O mesmo vale para aquelas pessoas com pouca ou nenhuma experiência no mercado de trabalho. Com o currículo por competências, é possível evidenciar as habilidades individuais e como o candidato está pronto para assumir responsabilidades.

Quais cuidados tomar na elaboração de um currículo por competências?

Ao elaborar um currículo por competências, a primeira coisa a se fazer é ser realista e honesto consigo mesmo, para declarar as habilidades que realmente tem. Para isso, você precisará de uma boa dose de autoconhecimento.

Parentes e amigos também podem ajudá-lo a identificar competências desejadas pelas empresas, caso você tenha dificuldade de fazer isso sozinho. Feito isso, você deve não apenas descrevê-las na seção de “habilidades”, mas deixar essas competências evidentes na descrição das suas ocupações anteriores.

Para aumentar as suas chances de sucesso, tenha certeza de que algumas de suas principais competências estejam evidenciadas no sumário, no resumo ou no “objetivo profissional” de seu currículo.

A dica de ouro é estudar as principais habilidades e os requisitos divulgados para o cargo que você deseja ocupar. Liste os atributos desejados pelas empresas e identifique quais precisa aperfeiçoar e quais são aqueles que você já tem. Assim, você pode trabalhar no seu desenvolvimento enquanto evidencia para os recrutadores as competências de que você já dispõe para o cargo que deseja.

Como vimos ao longo desta leitura, o currículo por competências é uma excelente ferramenta para quem deseja entrar no mercado de trabalho, fazer uma transição de carreira e conquistar uma recolocação profissional e também para aqueles que desejam se destacar da concorrência.

E então? Gostou de aprender sobre currículos por competências? Aproveite e cadastre-se gratuitamente no Goowit!

o que você achou deste conteúdo?

Conte nos comentários.