Recrutamento e Seleção

Inteligência artificial no recrutamento: entenda como ela tem sido aplicada

Time Goowit
Escrito por Time Goowit em 18 de junho de 2020
Inteligência artificial no recrutamento: entenda como ela tem sido aplicada
Não perca mais nenhuma novidade!

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos para desenvolver suas habilidades

A transformação digital já chegou ao seu RH? É com esse questionamento que queremos iniciar este artigo sobre a aplicação da inteligência artificial no recrutamento. A verdade é que muitos profissionais ainda têm certo receio ao se deparar com o termo inteligência artificial (IA), afinal, criamos muitos mitos sobre a temática nas últimas décadas.

No entanto, em vez das máquinas inteligentes buscando a dominação mundial que víamos nos filmes, temos, hoje, ferramentas estratégicas, potentes e prontas para se tornarem aliadas do nosso trabalho – inclusive com Recursos Humanos.

Que tal começar a entender agora mesmo como transformar seu processo de recrutamento e seleção e torná-lo mais eficiente com a ajuda da tecnologia? Continue a leitura e descubra como a inteligência artificial já tem sido usada nas empresas.

Por que é necessário atualizar os processos de recrutamento?

Perceber a necessidade de atualizar a forma de atrair e selecionar talentos é o primeiro passo para descobrir como a inteligência artificial pode ajudar. Quem está na área de Recursos Humanos há muitos anos, provavelmente, já observou essas transições na forma de recrutar algumas vezes.

Se, antes, as vagas eram anunciadas em jornais e os currículos eram entregues pessoalmente, depois, essa captação começou a ser realizada pelo e-mail. Hoje, muitas empresas já usam o próprio site ou plataformas para receber as candidaturas. Mas, ainda assim, os formulários continuam sendo analisados um a um pela maioria dos recrutadores.

Sabemos o quão inviável isso tem se tornado para os profissionais de RH. É um processo que exige tempo, uma equipe maior e alinhada e, ainda assim, acaba sendo suscetível a erros. Bons candidatos podem passar despercebidos em uma análise rápida do currículo, enquanto muitos sem fit com a organização avançam na seleção e resultam em contratações equivocadas.

O cenário corporativo atual não admite mais esses erros, muito menos processos seletivos longos que deixam as equipes desfalcadas por muito tempo. É exatamente por esses fatores que se tornou urgente usar a inteligência artificial no recrutamento. Afinal, a transformação digital já chegou para muitas empresas e a sua não pode ficar para trás nessa evolução.

Como usar a inteligência artificial no recrutamento?

Quer entender como a inteligência artificial no recrutamento tem sido aplicada e por que as empresas estão apostando nesse tipo de solução? Separamos, abaixo, os principais motivos, mostrando os benefícios dessa mudança e como você pode experimentá-los. Veja só!

Ampliar a atração de talentos

Vivemos em um mundo com cada vez menos fronteiras. Com isso, é cada vez mais comum que pessoas de um local se candidatem para vagas em outros estados ou, até mesmo, em outros países. Já pensou se seus métodos de atração estão sendo efetivos para alcançar talentos de outras cidades?

Usar a inteligência artificial no recrutamento favorece esse processo de expansão da imagem da marca empregadora pelo país. As vagas podem ser publicadas e divulgadas não apenas para pessoas de outros locais, mas também para profissionais já empregados que podem ter interesse em novas oportunidades em sua organização.

Ampliar a área de divulgação das vagas é também ampliar as chances de encontrar o perfil ideal para as oportunidades que sua empresa oferece.

Contratar com mais precisão

É claro que contratar com maior precisão é um dos alvos prioritários de qualquer RH. A produtividade e o crescimento da empresa dependem disso e, por isso, a inteligência artificial não pode mais ser deixada de lado.

Ferramentas de IA para recrutamento funcionam em diversas etapas do processo seletivo, como na criação de perfis ideais para as vagas em aberto, no uso de filtros para fazer uma peneira das candidaturas, na comunicação com candidatos por meio de chatbots e recursos de automação e, até mesmo, na realização de testes de comportamento e testes técnicos virtualmente.

É como se todos esses processos fossem realizados com um olhar ainda mais criterioso e padronizado, aumentando as chances das melhores escolhas de profissionais. É possível selecionar observando mais detalhes, personalizando as preferências e garantindo maior fit com a cultura da organização.

As contratações mais acertadas têm como consequência positiva a redução da rotatividade – e, com isso, dos custos que estão inseridos nela.

Desafogar a equipe de RH

Um termo muito usado ultimamente é o RH estratégico. Trata-se de um setor de Recursos Humanos que está mais próximo do Executivo e de outros setores e que consegue oferecer insights, dados confiáveis e soluções para situações relacionadas ao capital humano.

No entanto, como implementar um RH estratégico e analítico se a maior parte do tempo for gasta em processos operacionais, como seleção manual de currículos, busca individual por talentos e aplicação e correção de testes?

É realmente inviável manter um alto nível sem contar com o auxílio de ferramentas inteligentes. Usar a inteligência artificial no recrutamento vai garantir que o RH seja desafogado de muitas tarefas que consomem tempo e energia preciosos para uma gestão mais eficiente e visionária.

Melhorar a experiência do candidato

Mais uma utilidade interessante da inteligência artificial no recrutamento é visar à melhora da experiência do candidato. É essencial se preocupar com a satisfação dos profissionais ao longo de todo o processo seletivo. Esse pode ser o início da jornada de alguns deles com a organização e, mesmo que não seja, é a imagem da empresa frente ao mercado que está em jogo.

Por isso, são bem-vindos todos os recursos que tornam a seleção mais adequada para o público-alvo, mais fluida nas etapas e mais engajadora para os participantes. Hoje, já podemos contar com chatbots de IA que coletam informações do currículo ou respostas para perguntas de forma rápida e natural, poupando tempo dos candidatos.

Principalmente para as novas gerações de profissionais (millennials e GenZ), os testes virtuais, com recursos de gamificação, realidade aumentada e interação com IA, são extremamente atraentes. A empresa se mostra atualizada com as tendências do momento e garante maior retenção das candidaturas até o final do processo.

Aplicar a inteligência artificial no recrutamento é cada vez mais imperativo para o RH que quer contratar os melhores talentos do mercado ao mesmo tempo em que otimiza o tempo e os recursos disponíveis. Esperamos que este artigo tenha ajudado você a perceber como os recursos tecnológicos podem ser benéficos para o seu processo seletivo.

Você já conhece a plataforma do Goowit? Nossa ferramenta de inteligência artificial Sherppy pode ajudar sua empresa a dar match com os profissionais perfeitos para as vagas disponíveis. Faça o cadastro e conheça!

o que você achou deste conteúdo?

Conte nos comentários.