Desenvolvimento

Orientação profissional: guia completo para ajudar na sua carreira

Time Goowit
Escrito por Time Goowit em 11 de novembro de 2020
Orientação profissional: guia completo para ajudar na sua carreira
Não perca mais nenhuma novidade!

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos para desenvolver suas habilidades

A orientação profissional é um trabalho especializado para que as pessoas se encontrem profissionalmente. Sentir-se perdido em relação à sua profissão é algo completamente normal e mais comum do que se imagina.

Quando saímos do ensino médio, temos a pressão de escolhermos uma profissão e um nicho do mercado para atuar, mesmo sem nem conhecer a fundo como cada profissional atua. Com isso, vem o medo de escolher um curso que não o agrade e de trabalhar em algo que não o realize.

No entanto, tem sido muito comum mudar de carreira, pois as pessoas não ficam mais onde não se sentem realizadas. Exatamente por isso que a orientação profissional é importante na vida de todos, não importa qual o motivo — mudança de profissão, desenvolvimento da sua carreira, início da sua vida profissional ou recolocação no mercado.

Pensando na grande parte dos profissionais que estão um pouco perdidos ou desejam ter mais sucesso profissional, preparamos este guia. Leia e entenda o que é orientação profissional, os seus benefícios e a diferença em relação à orientação vocacional. Vamos lá?

O que é orientação profissional?

Orientação profissional é uma ajuda profissional que o auxilia a esclarecer dúvidas sobre a sua carreira, sobre o mercado de trabalho e sobre a sua formação. Esse é um trabalho prestado por profissionais, geralmente especializados em recursos humanos, como psicólogos e gestores de RH.

Esse é um processo que funciona como um apoio e um guia para que você tome decisões relacionadas à sua capacitação profissional e às áreas do mercado de trabalho em que pretende ingressar. Entretanto, o especialista que conduzirá a sua orientação não dará uma resposta pronta e nem mesmo dirá o que você precisa fazer.

A orientação profissional é um trabalho de auxílio e norteamento. Ele utilizará técnicas, como os testes vocacionais e as entrevistas. A ideia é identificar as suas prioridades, as habilidades e os pontos fortes e fracos na sua área de atuação.

Em outras palavras, ele o ajudará a olhar a sua vida profissional do “lado de fora”, para que você tenha uma visão ampla sobre o que quer, sobre o estágio em que se encontra hoje e sobre como dar os primeiros passos em direção às mudanças.

Quando a orientação profissional é indicada?

A orientação profissional não é somente para quem está começando a trabalhar ou para quem precisa escolher a sua primeira profissão. Essa ajuda especializada pode ser importante até mesmo para os aposentados que não querem parar as suas atividades laborais ou que pretendem voltar ao mercado de trabalho.

Esse apoio na sua vida profissional é indicado para todos que querem fazer um planejamento da carreira e desejam ter uma vida profissional mais eficiente, que os deixe realizados e que seja condizente com as suas habilidades e capacidades. De maneira geral, os grupos de atendimento são separados em:

  • começando no mercado de trabalho;
  • buscando desenvolvimento;
  • mudando de profissão;
  • buscando por recolocação.

Vamos entender cada um desses grupos para que você possa identificar em qual deles você se encaixa? 

Iniciando no mercado de trabalho

Aqueles que estão começando no mercado de trabalho são, na maioria, adolescentes recém-formados no ensino médio e estão se sentindo perdidos, não conhecem todas as suas habilidades e não sabem por onde começar. Esse grupo também engloba universitários e recém-formados no ensino superior, mas que estão com dúvidas e dificuldades sobre a área escolhida.

Desenvolvendo a carreira

O grupo que está buscando desenvolvimento já está no mercado de trabalho há mais tempo, porém sente que a carreira está estagnada e quer progredir, seja na empresa em que está atuando, seja para buscar uma oportunidade melhor.

Nesse grupo, também podem estar os profissionais que estão bem na profissão que escolheram, mas que querem ir além, desejando ter mais autoconhecimento e identificar novas oportunidades.

Mudando de profissão

Já as pessoas que buscam por mudança de profissão são mais comuns do que imaginamos. Essa decisão é motivada por dois principais fatores: infelicidade na carreira atual ou crises econômicas.

Às vezes, essas pessoas são consideradas loucas por outras, e isso pode ser um grande dificultador da mudança. Isso acontece porque não é raro encontrar profissionais com carreiras e empregos almejados por muitos e que queiram sair desse mercado — profissionais concursados, por exemplo, que pedem exoneração para seguir os seus sonhos.

Buscando a recolocação profissional

A busca por recolocação profissional pode ser resultado de uma licença-maternidade mais longa a desejo da mãe, de algum problema ou de uma escolha pessoal que o afastou do mercado de trabalho por muito tempo. Outro motivo pode ser um desemprego que durou muitos anos, uma carreira de freelancer iniciada para conseguir elevar a renda, mas por alguém que, agora, deseja voltar a ter um emprego formal etc.

Apesar de esses serem os grupos mais comuns que buscam a orientação profissional, também é usual para os aposentados. Como mencionado, muitos idosos não querem parar de trabalhar, porém há uma redução significativa nas oportunidades de trabalho e, muitas vezes, nas suas habilidades e nas capacidades motoras.

Qual é a importância da orientação profissional?

A orientação profissional não é um gasto desnecessário, como algumas pessoas costumam pensar. Essa ajuda profissional é importante em todas as etapas da sua vida, desde a escolha da sua profissão — que é um momento de muitas dúvidas — até o desenvolvimento de uma carreira sólida. Alguns estudantes ainda sofrem pressão dos pais para seguirem determinado caminho, e isso dificulta ainda mais as escolhas.

Além disso, o mercado de trabalho vem mudando muito rápido como resultado das inovações e das tecnologias. Isso faz com que seja necessária uma capacitação constante para aproveitar as novas oportunidades. Pense, por exemplo, em um datilógrafo. Há anos que esses profissionais precisaram se aperfeiçoar e aprender a lidar com computadores.

O mesmo vale para a atualidade. Ou seja, mesmo para aqueles que já estão com as suas carreiras construídas, é importante ter um acompanhamento profissional para trabalhar o autoconhecimento e para desenvolver e valorizar as suas competências e habilidades.

Orientação profissional: um norte para o autoconhecimento e para a identificação de habilidades

Diferentemente do que estamos acostumados a ouvir, há, sim, as profissões às quais você não se ajustará por não ter as habilidades necessárias, e não há problema nenhum nisso. Nesse sentido, a orientação o ajudará com testes e técnicas de profissionais para identificar as áreas com que você se identifica e tem mais facilidade.

No âmbito do autoconhecimento, os especialistas em orientação profissional o ajudarão a conhecer e a entender a sua personalidade, as preferências, os sonhos e os objetivos para o futuro da sua carreira. Sem contar que você terá ajuda especializada na construção do seu currículo e orientações para as entrevistas.

Quais as diferenças entre a orientação profissional e a orientação vocacional? 

Há diferenças entre a orientação profissional e a vocacional, sendo importante entendê-las para procurar o que é adequado para os seus problemas. A orientação profissional é voltada para questões técnicas sobre a sua carreira, como as suas habilidades e os objetivos. Já a orientação vocacional foca aspectos comportamentais. O ideal é que as duas sejam trabalhadas em conjunto.

A orientação vocacional o ajudará a conhecer o seu perfil, as áreas em que tem mais interesse e afinidade e as funções que gostaria de exercer. Esse é um trabalho que o norteará a escolher o que é mais adequado ao seu perfil em meio a um emaranhado de opções e profissões do mercado de trabalho.

Ambas as orientações são importantes e uma não exclui a outra. Afinal, tanto os aspectos técnicos quanto os comportamentais precisam ser considerados na sua carreira. Na orientação vocacional, são avaliadas até mesmo questões familiares e socioeconômicas.

Quais são os benefícios da orientação profissional?

A orientação profissional é um suporte especializado que proporciona diversos benefícios na sua carreira e nas suas decisões. Você consegue tirar aquele “peso das costas” causado pelo medo de fazer a escolha errada.

No Brasil, o índice de desemprego é alarmante. Para que você tenha uma ideia, 2019 fechou com uma taxa de 11,9%. Com a crise da Covid-19, somente até junho de 2020, já se registravam 13,9%. Mas o que isso tem a ver com a orientação profissional?

Uma considerável parcela do desemprego não é causada pela falta de oportunidades do mercado de trabalho, mas, sim, pela falta de qualificação. O mercado está carente de profissionais que entendam sobre novas tecnologias e processos de trabalho e que gerem valor às empresas.

Nesse sentido, um dos benefícios da orientação profissional é justamente a atualização sobre o que o mercado busca. Os profissionais da orientação estão em constate acompanhamento das tendências das profissões, por isso, eles podem ajudar você a se qualificar em áreas que as empresas estão buscando.

Esse é um processo crucial tanto para quem está buscando uma recolocação profissional quanto para aqueles que desejam se desenvolver na carreira. Confira outros benefícios de contar com essa orientação.

Reflexão sobre si

O autoconhecimento é uma habilidade extremamente importante para todas as suas escolhas, relacionadas à sua carreira ou não. Esse domínio e esse entendimento sobre si também são valorizados pelas empresas. A dificuldade em autoconhecimento não é exclusividade dos jovens.

Na orientação profissional, o especialista o ajudará a pensar sobre si. Você terá que fazer uma reflexão para responder a perguntas e testes.

Conhecimento sobre as profissões

Há pessoas que desistem de algumas profissões quando descobrem que a empregabilidade é baixa. Outros sonham em trabalhar em determinadas empresas. Na orientação profissional, você conhecerá os cargos e as funções que poderá exercer na profissão, quais são as grandes companhias que buscam por esses profissionais, as possibilidades de crescimento e a faixa salarial.

Construção de networking

Networking é uma rede de contatos profissionais que o ajudarão a ser indicado e a encontrar boas oportunidades. Afinal, você já deve ter escutado que, para ter bons empregos, é importante ter o QI (“Quem Indica”).

Essa rede é relevante para todos os profissionais, não importa se você está ingressando agora, se está buscando por recolocação ou se está progredindo na carreira. O profissional da orientação o ajudará a mostrar caminhos para construir o seu networking e para perder o medo e a vergonha de se apresentar a outros indivíduos da área.

Como a orientação profissional é feita?

Agora que você já conheceu a importância e os benefícios da orientação profissional, vamos entender como os especialistas conduzem esse norteamento e apoiam as suas decisões.

Primeiro encontro

No primeiro contato com o profissional, ele perguntará do que você precisa. Essa pergunta é feita para que ele entenda em qual estagio você está — se busca recolocação, somente orientação para o desenvolvimento ou se está ingressando no mercado de trabalho ou na universidade.

Nesse primeiro encontro, o psicólogo ou especialista em Recursos Humanos também perguntará informações sobre você, como idade, escolaridade e profissão (se for o caso).

Questionários, testes e entrevistas

Após o primeiro encontro, em que o profissional entenderá quem é você e quais são os seus problemas, é hora de começar a trabalhar. Lembrando que alguns testes, como os psicológicos, somente podem ser aplicados por psicólogos.

O especialista poderá aplicar questionários sobre as suas habilidades, sobre os sonhos para o futuro e sobre metas e objetivos, além de testes de aptidão e dinâmicas. Normalmente, esses encontros são semanais e individuais.

Envolvimento da família

Há casos em que os profissionais da orientação identificam que as escolhas do seu cliente estão em conflito com questões familiares, como é o caso de adolescentes. Isso é muito comum quando os jovens são pressionados a seguirem a carreira dos pais ou a estudarem algo que os familiares querem.

Também há situações em que os profissionais já estão atuando em determinada área do mercado, mas, ainda assim, os familiares — por exemplo, o cônjuge — não lidam bem. Nessas situações, o profissional também pode convidar a família para uma conversa.

Tomada de decisão

Na orientação profissional, você não receberá respostas prontas sobre as suas dúvidas, sobre os medos e sobre os objetivos. Exatamente por isso que é um trabalho de orientação. O especialista fará exercícios de reflexão e autorreflexão, além de informá-lo sobre aspectos do mercado e das profissões e sobre boas práticas que o ajudarão na sua carreira.

A partir disso e do andamento dos encontros com o especialista, você começará a ter mais clareza sobre o que quer, sobre o que gosta e sobre o que precisa fazer para alcançar as suas metas profissionais e para se transformar no profissional do futuro que almeja.

Como ter sucesso na orientação profissional?

A orientação profissional é um suporte especializado muito importante e ao qual todos os profissionais deveriam ter acesso, desde a escola. Porém, a maior parte do processo depende de você. Será necessário sair da sua zona de conforto e colocar todas as reflexões das sessões em prática.

Para ajudarmos nisso, separamos algumas dicas e orientações que o ajudarão a dar os primeiros passos. Veja!

Saiba em qual estágio você está

A primeira coisa que você precisa identificar e entender é o estágio em que você se encontra, ou seja, em qual dos grupos de orientação você se encaixa. Está entrando no mercado de trabalho? A carreira está estagnada? Precisa de recolocação? Entenda onde você está na sua vida profissional para que, a partir daí, possa buscar pelas mudanças e pela ajuda de que precisa.

Alinhe as suas habilidades

Independentemente do estágio em que você está, é necessário identificar as suas habilidades e entender se elas estão alinhadas à sua profissão ou à área que deseja seguir. Você é mais do tipo analítico ou executador? Se dá bem em rotinas ou é mais dinâmico e não se vê fazendo a mesma coisa todos os dias?

Esses são somente alguns exemplos de habilidades que os profissionais podem ter. No entanto, é importante ressaltar que, conforme o mundo, as tecnologias, as necessidades e os processos mudam, essas habilidades também evoluem. Por isso, é importante se atualizar constantemente.

Melhore o networking

Como dissemos, ter uma rede de contatos profissionais pode fazer com que você tenha acesso a oportunidades que não teria sem as indicações. Além disso, você melhora as suas chances de crescimento, aprende com pessoas que entendem da sua área e tem acesso a profissionais inspiradores para a sua carreira.

Afinal, como construir um bom networking? Primeiramente, você precisa perder o medo e a vergonha e sair da sua zona de conforto. Isso é necessário porque você precisará se apresentar para outros profissionais e manter contato com eles — claro que sem exageros e somente sobre assuntos pertinentes.

Outra dica importante é ser útil à sua rede. Um bom e duradouro networking é uma relação de troca, nem que seja sobre dicas, informações e notícias. Se você procurar pessoas da sua rede somente quando precisa, dificilmente conseguirá manter esses contatos por muito tempo.

Seja presente na sua área de atuação ou naquela em que pretende ingressar. É importante que você seja visível, ativo e participativo. Além disso, nunca fale mal de outras empresas e nem de outros profissionais, pois isso mancha muito a sua reputação.

Busque novas experiências

Sair da zona de conforto não é fácil e o nosso cérebro não gosta de novas experiências, porque isso requer gasto de energia. No entanto, não há como crescer e progredir estando no mesmo lugar. Você precisa buscar novas experiências, conhecer novas pessoas e apostar em novas oportunidades. Esses são exatamente alguns dos exercícios trabalhados na orientação profissional.

Uma das coisas que podem ajudar muito é não dar tanta importância ao que os outros dizem. Muitas vezes, a opinião alheia nos coloca medo e nos paralisa. Porém, quem precisa tomar as decisões sobre a sua carreira é você.

Pense em quantas pessoas não estariam onde estão hoje se dessem ouvidos aos outros ou não saíssem da zona de conforto. Um exemplo é nome por trás do império da Disney. Muitas vezes, Walt foi desencorajado por seus pais, pois eles sempre diziam que desenhar não dava futuro — você pode assistir ao documentário “Walt antes do Mickey” para ter um pouco de inspiração.

Como saber se você está no caminho certo? 

Cada profissional tem o seu próprio significado de caminho certo. Afinal, o que é o sonho de uns não é para outros. No entanto, há dois fatores que interferem: a realização profissional e o retorno financeiro. Em isolado, nenhum dos dois fatores leva à felicidade no trabalho.

De nada adianta ter um salário dos sonhos, se a profissão não o deixa realizado, se o ambiente de trabalho não o agrada e se você não está feliz. Da mesma forma que não se pode ser incoerente e dizer que o retorno financeiro não importa, afinal, todos precisam pagar contas e buscam independência financeira.

Portanto, para saber se você está no caminho certo profissionalmente, busque refletir se você se sente realizado, se as suas habilidades e personalidades condizem com a profissão e se o retorno financeiro é o suficiente para você.

Além disso, também pense se o problema é a profissão ou somente a empresa em que você vem atuando. Não raramente, a personalidade de alguns profissionais não condiz com a cultura da empresa ou o ambiente não é saudável. Quando isso acontece, também é comum que as pessoas tenham dúvidas sobre a sua carreira, enquanto o problema está no ambiente atual.

Como o Goowit pode ajudar você?

O Goowit é uma nova maneira de conectar profissionais e empregadores, sendo uma rede social completa que conta com um mentor virtual. De acordo com as suas características, habilidades e experiências, o Goowit encontra vagas que atendam ao seu perfil.

Por meio do mentor virtual, você terá uma trilha de aprendizagem personalizada, com materiais relacionados a competências técnicas, comportamentais, tecnológicas, de liderança e de negociação. Esse é um verdadeiro “Tinder do mercado de trabalho”.

Por meio de algoritmos e tecnologias eficientes, você descobre o seu estilo comportamental e as áreas que mais combinam com você, para que alcance os seus objetivos e a realização profissional. Para isso, basta fazer um cadastro rápido e começar a preencher as suas informações, como habilidades e o que está buscando. Depois, é só aguardar o match!

A orientação profissional é um suporte feito por especialistas com o intuito de nortear os profissionais, estejam eles começando no mercado de trabalho, estejam eles buscando ascensão. Além do apoio especializado, é importante contar com recursos e tecnologias que o deixem próximo de excelentes oportunidades e o ajudem a identificar as suas habilidades.

Precisando de um match com a sua carreira? Faça o seu cadastro gratuito no Goowit e entre para uma rede social profissional que o ajudará a definir os seus objetivos.

o que você achou deste conteúdo?

Conte nos comentários.