Carreira

 O guia completo para obter sucesso profissional

Time Goowit
Escrito por Time Goowit em 25 de junho de 2020
 O guia completo para obter sucesso profissional
Não perca mais nenhuma novidade!

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos para desenvolver suas habilidades

Alcançar o sucesso profissional é, sem dúvida, o maior objetivo dos trabalhadores. Quem não gostaria de ter estabilidade financeira e atuar na área que garante não só benefícios materiais, mas, principalmente, felicidade e satisfação em cumprir as tarefas diárias? Pois é, para muitos, essa realidade parece um sonho distante.

O que algumas pessoas não sabem é que existem técnicas específicas que deixam você mais próximo do sucesso, destacando o seu perfil e evidenciando uma série de oportunidades que podem transformar sua carreira. Para isso, é preciso segui-las com cautela e ter um planejamento eficiente e coerente com seus objetivos.

Pensando nisso, preparamos este guia completo para você! Aqui, compartilhamos as melhores dicas para você obter sucesso profissional e os erros que podem atrasar o desenvolvimento da sua carreira. Boa leitura!

Entenda a importância de sempre se capacitar

Não existe mistério: para atingir o sucesso profissional você precisa se capacitar. O conhecimento é uma das principais habilidades que um trabalhador do futuro apresenta, já que oferece à empresa técnicas inovadoras para o crescimento do negócio e destaca o seu currículo entre outros colaboradores.

É por isso que a especialização é indispensável em qualquer área: pública e privada. Ela fortalece seu conhecimento na área de atuação e ainda assegura a possibilidade de transformar sua realidade de trabalho. Por exemplo, digamos que você atue na área de engenharia, mas gosta de estudar sobre marketing.

Investir em uma capacitação em marketing pessoal ou técnicas de venda pode potencializar suas chances de contratação em uma grande empresa ou criar o próprio negócio. Isso porque você tem o domínio técnico e prático da engenharia e consegue alinhá-lo com habilidades de venda, comunicação e persuasão — essenciais para o sucesso no mercado.

Saiba como obter sucesso profissional com essas 8 dicas

Conhecendo a importância de uma capacitação, e entendendo que ela sempre será o primeiro passo para ter cada vez mais sucesso, chegou o momento de descobrir as melhores dicas para obter uma carreira estável e muito satisfatória. No entanto, antes de compartilhar com você as práticas que devem ser aplicadas, é fundamental fortalecer a ideia do que é ser um profissional bem-sucedido por meio do autoconhecimento.

É esse conceito que cria todo o ideal de satisfação e felicidade profissional. Ou seja: descobrir o que é ser um profissional bem-sucedido para você faz com que seja muito mais fácil determinar os passos que você precisa seguir para alcançar esse ideal. Consequentemente, você consegue aplicar nossas dicas a seguir com mais praticidade.

Portanto, questione-se sobre os aspectos profissionais que mais pesam na sua carreira. Avalie, por exemplo, a importância da estabilidade financeira comparada com o tempo em família, a compra de uma casa própria com a satisfação de trabalhar com algo totalmente coerente com sua personalidade, e pondere cada resposta para que a solução esteja adequada ao que você deseja.

Então, sem mais introduções, confira a seguir as melhores dicas que você precisa colocar em prática para obter sucesso profissional!

1. Tenha um objetivo preestabelecido

No último tópico explicamos que o sucesso profissional tem origem no ideal que você cria dele, certo? Pois é, essa perspectiva se torna fundamental para a definição de metas e objetivos a serem alcançados. Afinal, como é possível criar um planejamento eficiente se você não sabe onde quer chegar?

Estabelecer um objetivo e manter o foco para cumpri-lo garante não só mais produtividade, como também satisfação em saber que você está cada vez mais perto de alcançar o ideal de sucesso. Para isso, você pode — e deve! — utilizar o método SMART. Saiba mais:

  • seja específico (Specifc): detalhe a sua meta o máximo que conseguir, determinando o tempo de alcance e os meios para tal;
  • seja mensurável (Measurable): encontre formas eficientes para medir sua evolução, podendo ser com avaliações de desempenho ou até mesmo métricas;
  • tenha objetivos atingíveis (Achievable): ser realista é a palavra-chave nesse momento, é esse comportamento que garantirá estratégias que podem ser realizadas;
  • seja relevante (Realistic): estabeleça uma relação entre a sua meta, os seus propósitos de vida e o ideal de sucesso;
  • defina prazos (Time-based): detalhe todos os prazos para o cumprimento de cada meta, evitando a procrastinação.

2. Aprimore seu foco para alcançá-lo

Ter um objetivo claro já é meio caminho andado, mas precisamos desenvolver uma habilidade fundamental para alcançá-lo: o foco. Sem atenção e concentração fica muito mais difícil cumprir os prazos estabelecidos e determinar metas realistas. Além disso, o foco evita o fortalecimento da procrastinação e o atraso no andamento do seu planejamento de carreira.

O foco, então, nada mais é do que a priorização de uma atividade em relação à outra. É por isso que ele funciona muito bem quando está associado aos prazos. Por exemplo, digamos que você tem que entregar um relatório importante em uma semana, mas precisa terminar uma avaliação para enviá-la ao líder da equipe em dois dias.

Naturalmente, será muito mais fácil focar na avaliação e conclui-la com sucesso para, então, investir no desenvolvimento do relatório. A dica para não se perder entre muitos prazos é utilizar uma agenda ou planilha para orientar quais são as atividades que devem ser feitas e em quanto tempo.

Além disso, um fator indispensável para manter o foco no dia a dia profissional é separar um momento de lazer. A rotina corrida pode ser cansativa e quando você não tira um tempo de relaxamento, pode sofrer consequências físicas, psíquicas e até comportamentais. Portanto, separe um período no seu dia para fazer algo que não está relacionado ao seu trabalho nem aos objetivos profissionais, combinado?

3. Monte um bom networking

Não há como negar: o networking é o melhor amigo do profissional de sucesso. Ter uma boa rede de contatos possibilita a descoberta de oportunidades que potencializam o alcance do seu objetivo. Além disso, essa ferramenta agrega valor ao seu currículo e destaca você entre outros profissionais, já que as empresas buscam colaboradores que têm boas habilidades de comunicação no trabalho e podem montar parcerias eficientes.

A melhor forma de fortalecer seu networking é participando de cursos, eventos e workshops. Além de aprimorar seus conhecimentos sobre a área e melhorar ainda mais suas habilidades, você conhece profissionais e acadêmicos que estão estudando inovações para potencializar ainda mais a sua atuação.

4. Mantenha a ética profissional

A ética é uma competência muito buscada em empresas. Nenhum líder deseja contratar profissionais que não apresentam uma postura qualificada para o ambiente de trabalho, afinal, é um local que também precisa de respeito, comunicação não-violenta e cumprimento de regras.

No entanto, precisamos ter em mente que ser um profissional ético vai além de respeitar as regras da organização, tem relação direta com a maneira na qual você trabalha. Por exemplo, você cumpre com responsabilidade os prazos? Estabelece boas relações com os colaboradores que estão na sua equipe, prezando por uma competitividade saudável?

Refletir sobre sua postura profissional e a forma como você mantém as relações de trabalho é um passo fundamental para obter sucesso na carreira. Portanto, procure observar quais são os feedbacks recebidos nas avaliações de desempenho e analise se existe um padrão comportamental que pode estar afetando a sua ética ocupacional.

5. Busque a inovação

A inovação é o que movimenta o mercado nos dias de hoje. Organizações buscam cada vez mais colaboradores que têm propostas inovadoras e podem criar estratégias que tornam o negócio mais visível. Consequentemente, profissionais que dominam as novas técnicas agregam valor ao seu trabalho e tendem a ser contratados com mais facilidade.

O segredo para buscar a inovação é estudar. Participando de cursos e eventos, você entra em contato com o que é mais recente no universo acadêmico e consegue conversar com pesquisadores para verificar sua aplicabilidade no seu negócio. De quebra, o seu networking é potencializado e você conta com bons colegas para auxiliá-lo na sua jornada ao sucesso.

Vale ressaltar, entretanto, a importância de não se restringir apenas às funções da sua rotina ocupacional. Em outras palavras, a inovação também pode surgir de outras fontes, como ser mais criativo, estudar sobre tecnologias e desenvolver habilidades e competências pessoais, assim como a inteligência emocional.

6. Não tenha medo de pedir ajuda

O medo de pedir ajuda é bastante comum entre os profissionais. Afinal, construímos a imagem de que solicitar auxílio do outro é sinônimo de assumir uma postura de vulnerabilidade e ignorância, a partir do momento que você não sabe resolver a situação. Mas, na prática, não é assim que funciona.

Pedir ajuda representa uma postura ética, responsável e proativa: mostra que você quer resolver o problema que apareceu mesmo que não tenha total domínio do assunto. Essa atitude é altamente valorizada nas organizações, uma vez que engaja os colaboradores, fortalece o vínculo entre as equipes e oferece resultados rápidos e precisos para a empresa.

E mais: pedir ajuda também permite a criação de uma nova cultura na instituição, a de colaboração e trabalho em equipe. A médio e longo prazo, os profissionais começam a ter essa mesma postura e promover um ambiente mais acolhedor e respeitado.

7. Desenvolva a proatividade

Até agora, compartilhamos dicas que têm forte relação com habilidades técnicas, mas não podemos deixar de falar sobre competências pessoais que auxiliam a sua caminhada. A proatividade, por exemplo, é uma competência altamente requisitada entre as grandes organizações, já que ela demonstra a capacidade que o profissional tem de criar soluções de forma prática e autônoma.

A grande vantagem da proatividade é que ela pode ser desenvolvida por meio de técnicas. Realizar tarefas diárias, mesmo que não tenham relação direta com o trabalho, mantém sua mente exercitada e o seu corpo motivado para continuar seguindo o seu planejamento corretamente.

8. Fortaleça suas habilidades profissionais

No último tópico explicamos que a proatividade é uma habilidade indispensável para conquistar o sucesso, mas será que existem outras? Se você acredita que a resposta é positiva, então acertou em cheio! O comprometimento, a empatia, a comunicação e a inteligência emocional são competências que todo o profissional que almeja crescer deveria desenvolver.

Essas habilidades garantem um excelente manejo de situações complicadas. Por exemplo, é esperado que alguns times encontrem dificuldades de delegação de atividades no andamento de um projeto, criando um conflito ocupacional. Profissionais que desenvolveram competências de comunicação e empatia conseguem solucionar o desafio com mais facilidade.

Indo mais além, a inteligência emocional, a confiança e o comprometimento podem auxiliá-lo a lidar com situações de estresse e ansiedade, diminuindo seus impactos negativos. Por consequência, você se torna mais capaz de respeitar o próprio tempo e cria um ritmo de trabalho que garante alta produtividade sem prejudicar sua saúde física e mental.

Evite esses 5 erros e cresça em sua carreira

Até agora, você pôde conhecer as melhores práticas que um profissional precisa realizar para alcançar o sucesso e ter uma vida repleta de satisfação. Para complementar o nosso conteúdo e ajudá-lo a desenvolver uma carreira sólida, separamos nos próximos tópicos os principais erros que precisam ser evitados para garantir o seu crescimento.

É importante ter em mente que a experiência profissional sempre terá erros, e isso não é um grande problema quando você os utiliza ao seu favor. Sua percepção sobre a atuação é ampliada ao aprender com os equívocos cometidos, evidenciando quais soft skills podem — e devem! — ser desenvolvidas para evitá-los no futuro.

Por isso, cada erro apresentado conta com uma solução prática e pode ser evitado se você colocar em ação as dicas que compartilhamos nos tópicos anteriores. Assim, você garante não só um aprendizado eficiente com seus equívocos, como também agiliza a sua caminhada até o sucesso sem perder de vista a qualidade no processo de trabalho.

Continue lendo e descubra quais são os erros que impedem o seu crescimento — e como evitá-los!

1. Fortalecer a procrastinação e o acúmulo de tarefas

Procrastinar é um assunto que vem sendo muito discutido no ambiente corporativo. O grande número de tarefas a serem cumpridas, associado à falta de organização das equipes, contribui para o aumento da procrastinação e do acúmulo de atividades, aumentando os níveis de estresse no trabalho e os números de prazos expirados.

Indo mais além, a falta de apoio institucional e de uma liderança habilidosa contribui para o comportamento coletivo de protelar a realização de uma tarefa ou mesmo a resolução de um problema. Então, o cenário que fica em ambientes desequilibrados é de poucos trabalhadores que fazem de tudo para manter o negócio funcionando, e muitos colaboradores que acumulam tarefas — muitas vezes sem querer.

A grande questão entre os profissionais é: como quebrar com esse padrão comportamental para alcançar mais sucesso? A chave para a transformação está na forma como você interpreta seu trabalho e as atividades a serem feitas. Por exemplo, mais importante do que realizar diversas tarefas ao mesmo tempo, é realizar uma atividade com qualidade.

Essa prática traz resultados muito mais significativos, agregando valor ao seu trabalho e motivando outros colaboradores a transformarem o seu foco. Associado a isso, você pode — e deve! — investir na sua organização para manter o foco e desenvolver a proatividade.

2. Dificultar tarefas que podem ser simplificadas

Não é difícil encontrar profissionais que complicam atividades que, no fundo, são simples de serem cumpridas. Isso cria um ambiente de trabalho desmotivador e coloca em risco a proatividade de todos os membros do time. Desenvolvendo um olhar diferenciado e distanciando-se um pouco do problema, é possível perceber formas mais práticas de solucioná-lo.

Um dos grandes fatores que contribuem para esse erro é a falta de atualização. Muitos profissionais não conseguem estudar sobre seu campo de trabalho e acabam tornando suas atividades mais complexas quando, na verdade, poderiam ser simplificadas com ações inovadoras ou mesmo práticas comuns, como a delegação de tarefas.

A simples atividade de informar à sua equipe quais são as atividades que cada colaborador deve realizar pode descomplicar a conclusão de uma meta e, de quebra, fortalecer o vínculo entre todos. A dica de ouro para evitar esse comportamento é refletir sobre quais são as melhores práticas que podem potencializar o cumprimento da tarefa e verificar se sua aplicação é plausível ou não.

E mais: pedir ajuda pode ser, na maioria dos casos, a melhor forma de simplificar uma atividade. Ainda que a especialização seja fundamental, você não tem a responsabilidade de dominar todos os assuntos para solucionar cada problema sozinho. Portanto, não tenha medo de solicitar auxílio quando identificar que podem existir práticas mais fáceis de trabalhar, combinado?

3. Levar os feedbacks para o lado pessoal

O feedback é uma ferramenta fundamental para o crescimento de qualquer colaborador. No entanto, quando o departamento de Recursos Humanos não o realiza da forma correta, pode colaborar para a criação de conflitos e situações desafiadoras na organização. Associado a isso, muitos trabalhadores têm dificuldade em lidar com os retornos e avaliações de desempenho que a empresa realiza.

Em última instância, a dificuldade de lidar com os feedbacks e de separar a vida pessoal da profissional está diretamente relacionada com a habilidade de comunicação. Profissionais que encontram desafios na hora de escutar o retorno de uma atividade e interpretam comentários construtivos como críticas à sua imagem, têm mais dificuldade em crescer.

Além disso, levar os feedbacks para o lado pessoal tem uma interferência direta na capacidade de oferecer essa mesma ferramenta para os colegas, dificultando a interação entre a equipe e, mais ainda, o seu reconhecimento na empresa. É por isso que a comunicação é uma habilidade muito requisitada entre os profissionais do futuro, já que garante excelentes resultados para o negócio e para o colaborador.

Se você está se perguntando sobre como ultrapassar esse desafio, não se preocupe! Existe uma maneira prática para interpretar feedbacks de forma construtiva e não ofensiva: fortalecer suas habilidades profissionais. Com a inteligência emocional bem estruturada, você consegue identificar quais são as competências que precisam ser potencializadas para aprimorar cada vez mais o seu trabalho.

4. Não cumprir o que foi acordado

No início do artigo falamos sobre a importância de manter a ética profissional. Não cumprir os acordos realizados nada mais é do que um erro ético, você concorda? Afinal, um colaborador que não honra os acordos, prazos e delegações estabelecidas não passa uma imagem de confiança, muito pelo contrário: tem o seu comprometimento minimizado entre os outros trabalhadores.

Lembre-se de que a ética e o respeito são habilidades indispensáveis para alcançar o sucesso. Com elas, você consegue desenvolver competências de liderança, mostrar a proatividade para seus líderes e minimizar o medo de pedir ajuda quando necessário, ferramentas essas que simplificam o seu trabalho e aprimoram suas relações profissionais dentro e fora do ambiente corporativo.

Normalmente, a falta de comprometimento aparece em avaliações de desempenho e podem ser vistas como uma crítica à sua imagem. A melhor forma de aprender com esse erro é distanciar-se do problema e analisá-lo como uma pessoa de fora. Aqui, questione-se:

  • como foi a minha postura diante dessa situação?
  • se eu fosse o líder, como reagiria com o não cumprimento dos acordos?
  • como a equipe sentiu o impacto desse comportamento?
  • de que outras formas o problema poderia ser solucionado?

5. Ter uma postura arrogante

Da mesma forma que a proatividade pode ser a competência que leva você ao sucesso, quando ela é usada de maneira distorcida, também pode se tornar um grande erro que dificulta a sua caminhada até a satisfação profissional. Isso ocorre porque ela pode se transformar em uma postura arrogante no ambiente de trabalho.

O exemplo mais clássico são colaboradores que encontram dificuldades em delegar tarefas, acreditando que ninguém será capaz de cumpri-la tão bem quanto ele. Isso pode criar um ideal de arrogância ao redor da sua imagem, fazendo com que poucos colegas queiram trabalhar ao seu lado.

Outra prática bastante comum é quando um membro da equipe ganha uma bonificação ou até mesmo uma promoção de cargo. Não é difícil encontrar profissionais que transformam sua postura quando conquistam novos horizontes na empresa, desenvolvendo um ar de superioridade em relação às equipes que agora lideram.

Neste conteúdo, compartilhamos com você informações valiosas para transformar a sua carreira e obter sucesso profissional de maneira prática e eficiente. Agora, chegou o momento de colocar todas as dicas em ação, montando um planejamento eficaz por meio da definição de objetivos e fortalecimento do foco e habilidades profissionais.

E então, o que achou deste nosso guia? Preparado para colocar as dicas em prática? Aproveite para assinar a nossa newsletter e começar a acompanhar outros conteúdos como este. Com ela, você receberá diversas novidades do nosso blog diretamente pelo e-mail. Faça o seu cadastro!

o que você achou deste conteúdo?

Conte nos comentários.