Desenvolvimento

Quais as vantagens e quando promover o treinamento de funcionários?

Time Goowit
Escrito por Time Goowit em 21 de janeiro de 2020
Quais as vantagens e quando promover o treinamento de funcionários?
Não perca mais nenhuma novidade!

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos para desenvolver suas habilidades

A valorização do capital humano tem se tornado um imperativo nas empresas que entendem os benefícios de engajar colaboradores. Entre as diversas iniciativas que podem ser adotadas nesse campo, o treinamento de funcionários é uma das mais eficazes.

Sua organização já sabe como investir em desenvolvimento de pessoas pode mudar a cultura interna e os resultados do negócio?

Neste texto, vamos compartilhar com você as principais vantagens de treinar funcionários. Além disso, vamos explicar como o RH de sua empresa pode construir uma estratégia de desenvolvimento que seja sólida e eficiente. Confira!

Entendendo a importância do treinamento de funcionários

No passado, quando o assunto era treinamento de funcionários, pensávamos em colaboradores sentados em uma sala para aprender sobre um novo sistema implementado na empresa.

No entanto, hoje, falar de treinamento está muito mais associado à criação de uma cultura de aprendizagem na organização, que ofereça aos profissionais constantes oportunidades de atualização e desenvolvimento. Veja os benefícios que investir nessa cultura pode trazer.

Atuação mais estratégica

Se os colaboradores são as peças que fazem a máquina corporativa funcionar, nada mais lógico do que manter essas engrenagens sempre bem lubrificadas.

Nesse caso, o conhecimento dos profissionais é o que vai permitir que eles atuem de forma estratégica e mantenham a empresa competitiva no mercado por meio de performances satisfatórias e inovação.

Redução de turnover

Em uma pesquisa do LinkedIn com profissionais de todo o mundo, 94% dos entrevistados afirmaram que as chances de permanecerem mais tempo em uma empresa estão ligadas ao investimento que é feito em desenvolvimento de carreira.

Assim, apostar em treinamento pode ser o caminho para reter os melhores talentos e diminuir os índices de turnover em sua corporação.

Aumento da produtividade

Alguns indicadores, como os de baixa produtividade, absenteísmo e presenteísmo, estão comumente ligados à falta de engajamento dos profissionais com a empresa.

Mostrar que a corporação valoriza o capital humano e busca o desenvolvimento de seus funcionários é uma forma de gerar motivação e propósito que, consequentemente, impacta positivamente a produtividade.

Melhora do clima organizacional

Quando o treinamento de funcionários não se reduz a hard skills, mas também abrange soft skills, as relações interpessoais no ambiente de trabalho melhoram, assim como o alinhamento dos colaboradores com a cultura da empresa.

Com isso, o clima organizacional é beneficiado. Os profissionais ficam mais integrados, a comunicação melhora e os índices de engajamento e satisfação sobem.

Aumento da credibilidade

Empresas que investem no desenvolvimento de pessoas também são vistas com bons olhos pelo mercado e por seus clientes.

Atrelar a cultura de aprendizado aos valores da empresa pode facilitar tanto processos de atração de talentos quanto o contato com investidores e a prospecção de clientes.

Preparando um treinamento efetivo para as equipes

Para alcançar os resultados que citamos aqui, é fundamental criar uma estratégia sólida de treinamento e desenvolvimento de pessoas para a organização. Veja, a seguir, alguns passos que a equipe de RH pode observar.

Identificação de pontos de melhoria

Começar com uma análise profunda da situação das equipes é o melhor caminho a ser seguido para identificar a carência de conhecimentos.

Nesse período de observação, é interessante contar com a opinião dos gestores e dos próprios colaboradores. Isso é possível por meio de conversas, reuniões e pesquisas distribuídas nas equipes. Organizações que têm canais de comunicação eficientes são beneficiadas nesse momento.

Por vezes, a necessidade de um treinamento é evidente, como quando há um novo sistema a ser implementado ou um código comportamental que precisa ser reforçado para todos. Mas, quando não há urgência, é possível explorar áreas de conhecimento que tragam mais benefícios às metas da empresa.

Outra forma de identificar carências nas equipes é observando indicadores de performance e analisando quais objetivos do planejamento organizacional não vêm sendo alcançados com sucesso.

Cálculo do budget

O limite do orçamento, muitas vezes, é um dos fatores que mais pesam na elaboração de um plano de treinamento de funcionários. Por isso, ele pode ser considerado antes ou depois de um planejamento traçado.

A vantagem de definir o budget antes de pensar a estratégia é não formular planos que não vão caber no orçamento futuro. Exemplificando, um orçamento mais curto pode exigir adequação e mais objetividade. Já com mais recursos, é possível explorar diferentes possibilidades.

Planejamento da estratégia

Quanto mais bem planejada uma estratégia de aprendizagem for, melhores serão os resultados. Após ter em mente um budget e as carências do time de talentos, é preciso definir os vários aspectos do treinamento.

A metodologia a ser adotada merece atenção, afinal, atualmente, o campo de T&D de pessoas é muito vasto. Entender seu público é fundamental para decidir entre algumas opções, como:

  • cursos presenciais internos ou externos;
  • e-learning;
  • trilhas de aprendizagem;
  • gamificação;
  • pílulas de conhecimento;
  • workshops.

Também é preciso definir a duração da estratégia, a fim de estabelecer metas para o período. No caso de treinamentos pontuais, isso é mais simples. Mas, ao apostar em determinadas alternativas, como lifelong learning, é fundamental pontuar períodos de avaliação e análise, como meses ou semestres.

Elaboração do material

Não é raro que o material do treinamento de funcionários seja elaborado pelo próprio RH — em temas relacionados a soft skills — ou por gestores da empresa — para assuntos mais específicos de uma área. Profissionais externos também podem ser convidados para essa etapa.

É importante que a linguagem e a metodologia usadas nos treinamentos sejam sempre adequadas ao público-alvo, considerando determinados fatores, como idade, escolaridade e familiaridade com os temas abordados.

Mais uma alternativa é envolver os próprios profissionais em redes de compartilhamento de conhecimento. Essa iniciativa, além de trazer dinamismo para o aprendizado, valoriza os colaboradores e favorece o engajamento.

Divulgação das oportunidades

A comunicação das oportunidades e o incentivo aos colaboradores compõem uma peça-chave para a disseminação da cultura de aprendizagem. O treinamento de funcionários precisa ser amplamente divulgado para que tenha níveis de engajamento satisfatórios.

É importante que o RH esteja à disposição para solucionar dúvidas e, até mesmo, receber sugestões de melhoria de algum aspecto dos cursos.

Investir no treinamento de funcionários não deve ser uma alternativa considerada apenas em momentos de baixos resultados da empresa ou urgências de atualização. Ao adotar um desenvolvimento constante de pessoas, a organização pode obter um retorno muito mais satisfatório e duradouro.

Gostou deste conteúdo? Então, siga-nos no Facebook, no LinkedIn e no Instagram para ficar por dentro de mais artigos como este.

Agora, se você quer otimizar o Recrutamento & Seleção da sua empresa e ter resultados reais desde a primeira contratação, acesse Goowit Company!

Goowit Company - Cadastre sua empresa

o que você achou deste conteúdo?

Conte nos comentários.