Carreira

Upskilling e reskilling: como se destacar no mercado de trabalho?

Time Goowit
Escrito por Time Goowit em 4 de novembro de 2020
Upskilling e reskilling: como se destacar no mercado de trabalho?
Não perca mais nenhuma novidade!

Entre para nossa lista e receba conteúdos exclusivos para desenvolver suas habilidades

Com a velocidade da chegada de novas informações, é importante manter-se em constante atualização para continuar relevante no mercado de trabalho. Estar sempre em aprendizado ajuda a afastar a obsolescência profissional e a impulsionar a carreira. Dentro desse cenário, surgem os conceitos de upskilling e reskilling.

Neste post, vamos explicar o que esses termos significam e como podem impactar o desenvolvimento, além de trazermos algumas dicas para investir na busca de conhecimento. Leia o artigo até o final!

O que é upskilling?

Um profissional que quer crescer na carreira está sempre buscando se aprimorar e procurando novos conhecimentos e estudos capazes de melhorar os resultados que ele entrega e permitir o alcance de um nível superior na hierarquia corporativa, seja como especialista, seja como profissional sênior, seja, até mesmo, na liderança.

O upskilling trata justamente desse crescimento dentro das áreas em que o profissional já atua, alcançando, assim, maior domínio sobre o assunto e tornando-se um especialista.

Podemos citar como referência prática de upskilling um funcionário que absorve conhecimentos para que consiga executar a sua tarefa em menos tempo ou com mais qualidade. Ou, até mesmo, um trabalhador que aprende a mexer com um software que garante mais precisão nos processos pelos quais ele é responsável.

O que é reskilling?

Esse termo corresponde à requalificação de um profissional. Quando uma pessoa está em processo de reskilling, ela está adquirindo novas habilidades para a realização de diferentes trabalhos a fim de que consiga atuar em setores distintos ou realizar tarefas além daquelas que já domina.

O reskilling é essencial para manter-se relevante no mercado de trabalho, afinal, muitas ocupações estão desaparecendo, enquanto outras novas surgem. Diante dessa incerteza, vale a pena estar aberto às adaptações e aos novos aprendizados, conseguindo, assim, acompanhar as demandas e manter-se necessário em novos cenários.

Para entender melhor o que é o reskilling, pense em uma pessoa que decide reciclar os seus conhecimentos para voltar ao mercado, ou, até mesmo, para aprender uma nova profissão para que possa assumir outra vaga e, assim, recomeçar a sua trajetória.

Por que a aprendizagem é importante?

Empresas de consultoria estratégica, como a McKinsey & Company, mostram que o mercado de trabalho não consegue acompanhar a velocidade das mudanças trazidas pela revolução digital.

A consequência é um déficit profissional gritante ― vemos diversas pessoas desempregadas, enquanto algumas vagas ficam em aberto por muito tempo, devido às dificuldades para encontrar trabalhadores qualificados para assumi-las.

Para diminuírem essa distância, diversas organizações estão reformulando a própria cultura interna, além de promoverem oportunidades de desenvolvimento para os seus colaboradores.

A ideia do lifelong learning é cada vez mais presente. O termo significa a aprendizagem ao longo de toda a vida. Ou seja, se, antes, bastava uma pós-graduação ou especialização, agora, é importante buscar novos conhecimentos durante toda a trajetória profissional.

Como o upskilling e o reskilling afetam a carreira?

Na hora de alcançar um melhor patamar profissional, vale buscar qualificações, seja para tornar-se uma referência no assunto, seja para migrar de área de atuação e conseguir uma vaga em um mercado totalmente novo.

Mais do que apresentarem qualidade e resultados, os profissionais atuais precisam manter-se em aprendizagem constante e adotar o lifelong learning como conduta para que consigam se preservar em um cenário altamente competitivo e garantir o seu lugar em boas oportunidades.

Mesmo para pessoas já empregadas e que desejam construir carreira no local em que estão, com conhecimentos aprofundados, é possível entregar mais valor e, consequentemente, ter subsídios para solicitar um aumento de salário.

A importância das soft skills

Vale lembrar que, quando falamos de desenvolvimento individual, ele não deve se limitar apenas ao conhecimento técnico. É importante ressaltar também a relevância das soft skills, que se referem à inteligência emocional e às habilidades pessoais capazes de ajudar na realização de algumas tarefas.

Podemos citar alguns exemplos práticos: para um vendedor, é importante ter um bom poder de persuasão e conseguir encantar o cliente, concretizando a venda e fidelizando o comprador. Para um líder, a capacidade de ouvir e a habilidade de inspirar os outros são duas soft skills que impactam profundamente os resultados.

Cada trabalhador tem algumas capacidades intrínsecas à sua personalidade, mas também pode desenvolver outras competências para que consiga atuar ainda melhor.

Como colocar o upskilling e o reskilling em prática?

Vale a pena separar uma porcentagem do salário para investir em cursos, a fim de aprimorar os conhecimentos. No entanto, mesmo com uma verba mais curta, é possível promover o aprendizado constante.

Na internet, é viável encontrar vários conteúdos capazes de aumentar o seu rol de conhecimentos e torná-lo um profissional mais completo. E isso vale tanto para o conhecimento técnico quanto para as competências emocionais.

Também é possível encontrar livros sobre os mais diversos assuntos. Outra dica importante é seguir pessoas que abordem os conhecimentos que você deseja desenvolver. Há diversos canais no YouTube e perfis no Instagram com indicações de livros e cursos (alguns até mesmo gratuitos) que ajudam na especialização constante do profissional.

Vale a pena buscar esse conhecimento dentro do seu nicho ou sobre assuntos que chamem a sua atenção. Embora possam parecer desconectados, trabalhar diversos interesses ajuda a ampliar as referências e aumenta a criatividade, proporcionando mais recursos para a solução de problemas.

Qual é a importância de um mentor?

É natural surgirem dúvidas durante esse processo. Com tantas informações, muitas pessoas ficam um pouco perdidas e sem saber por onde começar. Quando falamos de nichos mais específicos, essas dificuldades aumentam.

Para ajudar nessa orientação, vale a pena contar com um mentor. Por ter um profundo conhecimento em Recursos Humanos, esse profissional consegue identificar habilidades que podem ser desenvolvidas e orientá-lo durante o processo.

É melhor ainda quando esse trabalho pode ser feito online, eliminando as barreiras de tempo e de distância, tão comuns a todos os profissionais. Com essas habilidades, certamente, o crescimento ou a recolocação serão facilitados, permitindo, assim, que você conquiste os seus sonhos!

Ficaram claros os significados de upskilling e reskilling? Esses conceitos podem fazer você se destacar no mercado de trabalho e alcançar bons patamares. Afinal, não basta ser um bom funcionário, é essencial buscar conhecimentos constantemente e estar cada vez mais preparado.

Agora, faça o cadastro gratuito, saiba como funciona o nosso trabalho de mentoria virtual e como podemos ajudá-lo nessa jornada!

o que você achou deste conteúdo?

Conte nos comentários.